Massagens modeladoras e redutoras são aliadas poderosas para o verão

Quem quer preparar o corpo para a temporada de calor e ter segurança ao exibi-lo pode contar com a massagem como aliada

A massoterapeuta Graci de Assis Rocha ressalta a vantagem da redutora pelo fato de a pessoa perder medida exatamente onde precisa (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press ) A brasileira que adora exibir o corpo vibra com a temporada de calor. Mas a regra para quem vai desfilar por aí com pele à mostra é expor o belo e esconder os defeitos. Uma aliada nessa missão é a massagem. A maioria a deixa de lado e acha ultrapassada diante da parafernália de aparelhos com tecnologia de última geração que chegam ao mercado a cada temporada prometendo soluções milagrosas. A massagem é mesmo antiga, há registros de sua presença na Pré-história e nas civilizações da Antiguidade, como egípcios, hindus, gregos, romanos e chineses, ressaltando seus benefícios não só para o bem-estar, como para a saúde e, claro, a estética.

saiba mais
Preparação do corpo para horário de verão deve começar agora, alerta especialista

Nova York lança campanha para ajudar meninas a aceitar seu corpo

Sexo maduro e sem tabus: o que muda na forma de encarar o corpo

Terapia que inclui massagens nos olhos e no corpo promove melhora da capacidade visual e relaxamento

Qual a idade certa de começar a mexer o corpo?

A massagem tem resultados reais, se aliada ao rigor de uma alimentação balanceada e equilibrada e a prática de exercícios físicos e regulares. Agora, se puder, a imersão em clínicas de estética para usar todo tipo de aparelho de última geração, com preços bem salgados, também é uma saída para deixar a silhueta em dia. No entanto, nada como se entregar aos cuidados de mãos poderosas que vão auxiliar seu corpo no combate ao acúmulo de gordura. Para tanto, profissionais autônomas e experientes se dedicam a dois tipos salvadores de massagem: a modeladora ou sueca e a drenagem linfática.

Formada pelo Centro Universitário UNA em estética e cosmética, Conceição Domingos, com 15 anos de experiência, garante que o ideal é a massagem fazer parte da rotina. “Se for impossível, tente incluí-la, pelo menos, dois períodos por ano. No início e no fim, com pacotes que vão controlar o estado geral do corpo”, alerta a profissional, que enfatiza o prazo de três meses para perceber o resultado e de um mês para notar melhora na circulação e no bem-estar. “Mas a massagem não faz milagre. Ela não dispensa o rigor na dieta e o comprometimento com exercícios.”

Conceição explica que a modeladora é indicada para quem precisa reduzir medidas, melhorar o aspecto da celulite, além de proporcionar relaxamento muscular. O foco é na gordura localizada. “Indicada para todos os biótipos, a intensidade dependerá da avaliação para buscar o melhor resultado. Essa massagem requer manobras vigorosas, repetitivas, e é auxiliada com ativos como cremes e géis. Associado aos movimentos manuais, usamos ainda rolinhos de sucção e bambus.” É a escolha sob medida para desenhar curvas. É feita com maior vigor e no corpo todo.

A massagem tem resultados reais, se aliada ao rigor de uma alimentação balanceada e equilibrada e a prática de exercícios físicos e regulares (foto: Viva Spa/Divulgação ) Para o efeito ser ainda melhor e mais rápido, Conceição, que atende no salão Esmeralda Jacinto & Cia, no Bairro Cidade Nova, utiliza a termoterapia (aquecimento da gordura), a crioterapia (bandagem fria) e a eletroterapia, com aparelhos que vão dos mais simples aos sofisticados. “Trabalho com um equipamento que faz pressão negativa na drenagem na coxa e no bumbum. E outro que atua com uma pressão tipo roller-paplper (vacoterapia), incidindo na gordura localizada, na celulite e nas toxinas por meio de sucção sobre a pele por meio de ventosas.”

Já a drenagem linfática, conforme Conceição, é feita só com movimentos das mãos e indicada para prevenir celulite e reduzir edema. Massagem essencial no pós-operatório de cirurgias plásticas. “Os movimentos são suaves e impulsiona o bombeamento da linfa. Não utilizamos cremes.” A drenagem varre as toxinas do organismo, elimina o inchaço e colabora com a oxigenação da pele.

Leia também: massagem redutora emagrece

Para quem fica insegura com a massagem, com medo de dar flacidez, Conceição é enfática: “Fazendo os movimentos corretos e utilizando os aparelhos indicados para cada tratamento, não ocorrerá. A flacidez aparece se houver exagero na massagem e no uso do aparelho incompatível com o tecido muscular da pessoa. Os dois procedimentos têm de ser programados para ter o resultado desejado”.

Leia também: Kifina bula

VISÍVEL
A massoterapeuta Graci de Assis Rocha, com 13 anos de mercado, formada pela Incisa/Iman e pela Oficina Dama Lettieri (onde trabalhou anos e adquiriu a base profissional), reforça o ganho do corpo com a massagem certa. “A redutora tem efeito real. Alguém com 60 quilos chega aos 55. A celulite reduz 70%. E o pneuzinho, o volume de dobras, vai ser modelado. As costas, por exemplo, ficam lisas, sem sobras. O braço, que é mais grosso em cima e fino embaixo, será uniformizado. O culote, que às vezes tem diferença de três centímetros, cai para um e fica imperceptível a olho nu.”

Leia também: Farinha seca barriga bula

O principal, que Graci vibra e diz que precisa ser divulgado, é que “com a massagem a pessoa perde medida onde precisa. Às vezes, ela perde peso e continua com a gordura localizada. A massagem ataca onde está a sobra”. Agora, como sempre, é preciso tempo, paciência e dedicação. “A clientela sempre aparece no verão, mas o correto é cuidar antes. O tratamento de choque requer no mínimo 10 sessões. Para ficar satisfeita, recomendo três meses, duas vezes por semana. E nada de fumar”, avisa Graci, que atende em sua sala no Bairro Sion.

Leia também: Phytophen bula

Vale ressaltar que há profissionais que destacam ainda a massagem redutora. No entanto, Conceição e Graci entendem que a modeladora tem o mesmo efeito da redutora, com os mesmos movimentos profundos, em ritmo acelerado, sendo então questão de nomenclatura.

Tecnologia em ação
As mãos são indispensáveis, mas quem puder contar com a ajuda extra da tecnologia não tem por que descartar. A fisioterapeuta e coordenadora de operações do Viva Spa Tecnológico, de São Paulo, Simone Kabiljo, lembra que a gordura acumulada decorre de fatores como má postura, excesso de peso, alimentação rica em gordura e falta de exercícios. “Para combatê-los, indico a ultralipocavitação focalizada (foto), técnica indolor que modela o corpo sem cortes ou anestesia. São ondas de ultrassons com baixa frequência, que vão formar pequenas bolhas no tecido adiposo. Essas bolhas pressionam a célula de gordura até desintegrá-la.” Há ainda no mercado um aparelho indicado para pneuzinhos, costas, culote e barriga, que utiliza o calor para reduzir medidas por meio do ultrassom de alta tecnologia e intensidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *