Alimentos para uma ereção mais longa e forte

Alimentos para uma ereção mais longa e forte

Admita ou não, quando se trata de nossa vida sexual, todos nós queremos excitante, às vezes selvagem e acima de tudo, algo que dure mais. Infelizmente, o estresse e as tarefas cotidianas têm impactado mais nossos desejos sexuais, causando vários problemas, um dos quais é a disfunção erétil. E acredite, os homens não podem amolecer quando se trata de satisfazer sua parceira! Existe uma boa dieta para uma vida sexual mais saudável?

Não existe uma dieta que cure tudo. No entanto, uma série de estudos apontou para a evidência de que consumir uma dieta mediterrânea rica em nutrientes (que também tem outros benefícios para a saúde) funciona bem para aumentar o desempenho sexual e lidar com alguns dos fatores que podem ser uma razão para a disfunção erétil ( ED) e outros problemas relacionados. A dieta é rica em nutrientes e propriedades que aumentam o fluxo sanguíneo, melhoram os níveis de energia, aumentam a L-arginina e o equilíbrio antioxidante no corpo. No entanto, também não é a dieta mais fácil de mudar. Pode-se começar fazendo mudanças graduais, introduzindo alguns alimentos em sua dieta regular. Algumas das opções, como as listadas abaixo, podem ajudar.

Melancia, mamão e banana: enriquecido com potássio, melancia, mamão e banana ajudam a suavizar o fluxo sanguíneo dilatando as arteríolas. Isso, por sua vez, ajuda a melhorar a ereção.
Papa de aveia: este alimento não muito saboroso é carregado com fibras solúveis que controlam o nível de colesterol e ajudam os vasos sangüíneos a funcionar sem problemas.

Salmão: o salmão contém ácidos graxos ômega-3 que tornam o sangue menos pegajoso e aumenta o fluxo sanguíneo para todas as partes do corpo. Você também pode comer cavala, truta e atum fresco. Comê-los pelo menos duas vezes por semana é bom para sua saúde geral.

Nozes, leite e queijo:Esses alimentos contêm zinco e são ótimos para o hormônio sexual masculino, a testosterona. A testosterona é necessária para uma ereção mais longa e forte. Portanto, coma esses alimentos diariamente.

Alho e cebola: Cebola e alho contêm alicina, que ajuda no aumento do fluxo sanguíneo. O aumento do fluxo sanguíneo significa uma ereção melhor e melhor.

Chocolates escuros: Outro ótimo alimento para uma ereção mais dura é o chocolate amargo. Os chocolates escuros contêm flavonóides, que também ajudam no aumento do fluxo sanguíneo.

Cerejas:Esta minúscula fruta, se consumida regularmente, é eficaz na promoção da saúde, pois combate os radicais livres e melhora a circulação sanguínea. As cerejas são embaladas com antocianinas, que também protegem as paredes das artérias. Bagas, pêssegos, nectarinas e ameixas ajudam a manter as artérias saudáveis.

Nozes: Carregadas com ácidos graxos ômega 6 e arginina, as nozes auxiliam na produção de óxido nítrico. Eles relaxam as arteríolas e aumentam o fluxo sanguíneo.

Deve-se observar que há casos em que o diabetes leva à disfunção erétil. Uma pessoa que sofre de diabetes deve manter seus níveis de açúcar no sangue sob controle. Mantenha uma dieta saudável e um estilo de vida ativo para se livrar de doenças. Os especialistas em saúde também sugerem que os homens que sofrem de disfunção erétil devem evitar uma dieta rica em sal!

Reduzir o álcool pode ajudar?

Há algo que os homens sabem que vem com a bebida em excesso – não ajuda você a ter um tesão forte. Os especialistas também afirmam que o consumo de álcool, em excesso, também pode resultar em disfunção sexual e problemas a longo prazo. Portanto, é uma boa ideia reduzir seus hábitos de consumo de álcool e manter um equilíbrio útil. O consumo moderado também pode ajudar a lidar com problemas de ereção relacionados à idade

No entanto, se há uma bebida que os médicos recomendam que os homens bebam mais, tem que ser a cafeína. Amantes do chá e do café, tomem notas! Diz-se que a cafeína aumenta o desempenho, relaxa os músculos e aumenta o fluxo sanguíneo, o que pode ajudá-lo a obter melhores ereções e até durar mais tempo na cama. Tente se limitar a bebidas que não tenham aditivos extras ou alto teor de açúcar.

Saiba mais em: Tratamentos para impotência

O que causa a falta de apetite sexual?w

O que causa a morte do desejo sexual?
Esta é uma questão vasta, visto que o desejo é um fenômeno pessoal, dependendo de muitos fatores, ao mesmo tempo biológicos, psíquicos, sociais e relacionais. 

Pode haver, em primeiro lugar, causas relacionadas à saúde física (fadiga, falta de atividade física, certas doenças genéticas, ginecológicas e / ou urológicas, hormonais, neurológicas e infecciosas, ou mesmo doenças crônicas). Tomar certos medicamentos (especialmente antidepressivos) também pode ser a fonte de transtornos do desejo, assim como o uso excessivo de drogas ou álcool. Sabe-se que o estresse e certos transtornos mentais têm repercussões na libido, assim como experiências negativas no passado ou traumas sexuais. 

Fatores de relacionamento como medo de compromisso, expectativas negativas para o relacionamento, desejo sexual excessivo do parceiro ou até mesmo tratamento para infertilidade também podem afetar a libido. Um grande consumo de telas às vezes é considerado responsável pela aniquilação do desejo. Mais do que o próprio telefone, é o desinteresse do outro que é problemático. “Quando estamos focados em uma tela, estamos em outro lugar, o que prejudica a comunicação e a construção de relacionamentos”, observa o professor Bianchi-Demicheli. Por fim, estudos recentes sugerem que o desejo é regulado por uma espécie de ritmo circadiano – como o sono – que não depende de estimulação. “

Em alguns casais, esses ciclos são muito sincronizados, em outros menos.” Muito sexo por parte do parceiro ou mesmo tratamento para infertilidade também podem afetar a libido. Um grande consumo de telas às vezes é considerado responsável pela aniquilação do desejo. Mais do que o próprio telefone, é o desinteresse do outro que é problemático.

Leia também: Vitamina para impotência sexual funciona mesmo?

 “Quando estamos focados em uma tela, estamos em outro lugar, o que prejudica a comunicação e a construção de relacionamentos”, observa o professor Bianchi-Demicheli. Por fim, estudos recentes sugerem que o desejo é regulado por uma espécie de ritmo circadiano – como o sono – que não depende de estimulação. “

Em alguns casais, esses ciclos são muito sincronizados, em outros menos.” Muito sexo por parte do parceiro ou mesmo tratamento para infertilidade também podem afetar a libido. Um grande consumo de telas às vezes é considerado responsável pela aniquilação do desejo. Mais do que o próprio telefone, é o desinteresse do outro que é problemático. 

“Quando estamos focados em uma tela, estamos em outro lugar, o que prejudica a comunicação e a construção de relacionamentos”, observa o professor Bianchi-Demicheli. Por fim, estudos recentes sugerem que o desejo é regulado por uma espécie de ritmo circadiano – como o sono – que não depende de estimulação. “

Em alguns casais, esses ciclos são muito sincronizados, em outros menos.” Um grande consumo de telas às vezes é considerado responsável pela aniquilação do desejo. Mais do que o próprio telefone, é o desinteresse do outro que é problemático. “Quando estamos focados em uma tela, estamos em outro lugar, o que prejudica a comunicação e a construção de relacionamentos”, observa o professor Bianchi-Demicheli. Por fim, estudos recentes sugerem que o desejo é regulado por uma espécie de ritmo circadiano – como o sono – que não depende de estimulação. “

Em alguns casais, esses ciclos são muito sincronizados, em outros menos.” Um grande consumo de telas às vezes é considerado responsável pela aniquilação do desejo. Mais do que o próprio telefone, é o desinteresse do outro que é problemático. “Quando estamos focados em uma tela, estamos em outro lugar, o que prejudica a comunicação e a construção de relacionamentos”, observa o professor Bianchi-Demicheli. Por fim, estudos recentes sugerem que o desejo é regulado por uma espécie de ritmo circadiano – como o sono – que não depende de estimulação. “

Em alguns casais, esses ciclos são muito sincronizados, em outros menos.” observa o professor Bianchi-Demicheli. Por fim, estudos recentes sugerem que o desejo é regulado por uma espécie de ritmo circadiano – como o sono – que não depende de estimulação. “Em alguns casais, esses ciclos são muito sincronizados, em outros menos.” observa o professor Bianchi-Demicheli. 

Finalmente, estudos recentes sugerem que o desejo é regulado por uma espécie de ritmo circadiano – como o sono – que não depende de estimulação. “Em alguns casais, esses ciclos são muito sincronizados, em outros menos.”

Os benefícios do alongamento em nossa vida sexual

Trabalhar com flexibilidade não serviria apenas para se exibir durante a CAF. Também na cama, os benefícios do alongamento são eficazes.

Quando pensamos em alongamento, muitas vezes imaginamos uma sucessão de posições dolorosas executadas em roupas e polainas em uma sala cheia de espelhos não necessariamente lisonjeiros.

Um remake das lições de Veronique e Davina, além da cena final do banho, o que certamente nos traria uma boa trilha de suores nas costas e dores até o Natal. Portanto, não há muito a ver com prazer.

É verdade que, sendo flexível como uma barra de cadeira , é difícil dizer que a atividade nos beneficiaria de alguma forma. Amarrar nossos sapatos na vertical já é claramente uma façanha, por isso não estamos falando de contorcer voluntariamente por 30 minutos.

E, no entanto, parece que praticar o alongamento como esporte melhoraria nossa vida sexual. Se você acredita que Hakika Wise, fundador da Kika Stretch Studios , que falou com a HelloGiggles , “se você quer ser mais duradouro na cama, é essencial fazer alongamentos todos os dias”.

Somos todos ouvidos.

A disciplina ajudaria primeiro a relaxar. Reserve um tempo para relaxar, evitar o estresse do dia e trabalhar nas áreas de tensão que você sente em vários locais do corpo, dependendo da profissão que exercita.

Para nós, por estarmos constantemente tensos diante de uma tela, acabamos com trapézios ultra-duros e uma postura de tartaruga marinha não tão fácil de assumir.

Uma vez relaxados, também temos mais chances de ser tentados por um jogo de pernas no ar com nosso parceiro. E é aí que o segundo benefício do alongamento ocorre : ajudando-nos a alcançar essas posições que antes pensávamos inacessíveis.

Vamos dar o exemplo do básico, que consiste em colocar as duas pernas sobre a cabeça do outro. Até agora, mal conseguimos colocar o joelho embaixo do queixo.

Ao fazer alguns exercícios de alongamento, você pode facilmente dar o próximo passo e endireitar a perna. E até finja o Graal do Kamasutra : o polvo (vamos deixar você procurar).

Por último, mas não menos importante, o alongamento também ajuda a aumentar o fluxo sanguíneo: “Concentrar-se em exercícios nos quadris e pernas faz o sangue circular na região pélvica e […] aumenta a sua grande emoção “, diz Hakika Wise.

Agora que estamos informados, tudo o que precisamos fazer é praticar. O especialista aconselha alguns exercícios caseiros, como o do bambolê imaginário. “Imagine que você tem um bambolê em volta da cintura e forma lentamente um círculo com os quadris enquanto move apenas essa parte do corpo. Faça isso várias vezes e comece novamente fazendo um círculo do outro lado. “

Frases mágicas para melhorar sua vida sexual

Às vezes, são necessárias apenas algumas palavras bem escolhidas para iniciar o incêndio. Aqui estão três frases perfeitas para aumentar sua vida sexual (e deixar seu parceiro louco de desejo).

Na cama, gestos e movimentos não são os únicos que importam. Palavras eróticas também podem ajudar a aumentar o desejo. Algumas frases quentes bem colocadas, sexting enviada no momento certo, é isso que você precisa para manter a chama em seu relacionamento.

Às vezes, basta usar o texto literal correto para se fazer entender. E é preciso dizer que, se existe um lugar onde queremos ser entendidos, é bom embaixo do edredom!

Aqui estão três frases simples que certamente deixarão seu parceiro louco de desejo.

“Eu tive um sonho muito quente conosco ontem à noite”

Você quer experimentar algo novo ou desfrutar de uma de suas fantasias , mas não se atreva a falar sobre isso? Deixe seu subconsciente guiá-lo.

Ao falar abertamente sobre seus sonhos, você está revelando seus desejos, sem dizer muito. Você também aumenta a temperatura, sem parecer. Ultra-eficiente.

E se você gostou das dicas e quer conhecer um blog sobre sexualidade conheça o Linear Saúde.

“Adoro quando você faz isso”

No meio de um relacionamento sexual , não queremos necessariamente pensar em tudo o que vem à mente. No entanto, muitas vezes evitamos dizer o que realmente queremos.

“Sexo é a expressão mais bruta e não filtrada do seu relacionamento”, diz Dean Stattmann, editor do site Men’s Health. Apesar de tudo, não há nada mais estimulante do que algumas palavras ou indicações zumbindo no ouvido.

Além disso, apostamos que você vai adorar guiar seu parceiro? Se você não se atreve a falar, faça-se entender com alguns gemidos de prazer.

“Eu não estou usando calcinha e mal posso esperar para encontrar você”

Aqui estamos no meio de provocações. Prometemos que esta minúscula mensagem excitará seu parceiro o dia inteiro. É provável que sua reunião noturna seja explosiva …

No final, não há nada melhor do que provocar um pouco de desejo, estabelecer contato entre vocês dois. Você sutilmente levanta o véu sobre seus desejos e deixa a imaginação fazer o resto.

Você tem que fazer amor todos os dias?

Perguntas de saúde: Quais são os problemas que resultam do excesso de sexo? Quais são os benefícios do sexo? Existem riscos associados a fazer muito sexo?

No início de um relacionamento, não é incomum fazer amor todos os dias . Com a paixão assumindo, um casal recente pode ter várias relações sexuais diariamente … muita relação sexual ? Essa frequência tem consequências para a saúde e o bem-estar? Você já experimentou reações físicas após atividades muito intensas? A saúde OSDT disseca para você as vantagens e desvantagens dessa prática.

Problemas de saúde que resultam do excesso de sexo

O que acontece quando fazemos sexo frequente?

  • Exaustão sexual!

    Muito sexo afeta a qualidade da sua vida. O sexo é uma atividade que consome muita energia. Você queima muitas calorias durante o sexo. Durante essas sessões eróticas entre os lençóis, o corpo libera noradrenalina, epinefrina (adrenalina) e cortisol no sangue, o que leva a um aumento da freqüência cardíaca, pressão arterial, força muscular e metabolismo da glicose . Todas essas cambalhotas são cansativas de vez em quando.

E caso você queira a ajuda de algum estimulante sexual que realmente funcione conheça o Testomaca.

  • Aumento da atividade sexual = diminuição da imunidade?

    Durante o sexo, muitos hormônios são liberados na corrente sanguínea. Eles são normalmente produzidos em locais onde o tecido está danificado ou infectado, a fim de combater a inflamação, dor e febre como parte do processo de cicatrização. Assim, essas inflamações, dores e febres não regulamentadas levam a um enfraquecimento da imunidade do corpo.

  • Inflamação e inchaço devido ao excesso de sexo

    Essas maratonas sexuais intensas podem deixar seus órgãos genitais doloridos e inchados. Isso geralmente acontece com mulheres que fazem sexo demais e podem levar a uma condição chamada escoriação vaginal. É o rasgo da pele da vulva durante a penetração. Isso geralmente acontece quando há muito atrito durante o sexo, o que faz com que as paredes vaginais se lascem.

  • Muito sexo pode levar a infecções do trato urinário

    As infecções do trato urinário geralmente ocorrem quando as bactérias entram no trato urinário pela uretra e começam a se multiplicar na bexiga. Embora urina é projetado para repelir estes microscópica sistema invasores, essas defesas às vezes falham. Quando isso acontece, as bactérias podem se estabelecer e se transformar em uma infecção completa do trato urinário.

  • Traços renais e dor lombar

    Esses choques repetidos na pélvis machucam suas costas . A dor lombar é geralmente causada por uma lesão ou tração muscular ou ligamentar. Isso ocorre durante movimentos bruscos que pressionam bastante a região lombar durante o sexo.

  • Os benefícios de ter sexo frequente

    “O sexo trouxe muitos benefícios para minha saúde” 

      • Sexo ajuda a dormir bem

        Após o orgasmo, o corpo libera um hormônio de relaxamento chamado prolactina . Se você não se sentir particularmente cansado antes, fazer sexo e atingir o orgasmo certamente pode ajudá-lo a adormecer um pouco mais rápido do que faria de outra maneira.

      • Sexo: um “anti-stress” que reduz a pressão arterial

        Em um estudo escocês de 2005, pediu-se aos voluntários que registrassem sua atividade sexual por duas semanas e depois recebessem tarefas que induzissem ansiedade , como falar em público ou resolver problemas de matemática em voz alta. Aqueles que fizeram sexo durante o período do estudo experimentaram picos mais baixos na pressão sanguínea e se recuperaram mais rapidamente do que aqueles que não tiveram.

      • Sexo fortalece o coração

        O sexo regular pode ser benéfico para o sistema cardiovascular. Um estudo britânico descobriu que homens que fizeram sexo pelo menos duas vezes por semana, durante 20 anos, eram menos propensos a morrer de doenças cardíacas do que aqueles que tinham menos de uma vez por mês. Além disso, após 10 anos, o risco de morte súbita era 50% menor do que o grupo que teve menos relações sexuais, embora essa lacuna tenha diminuído na década seguinte.

Ejaculação Precoce – Causas – Diagnóstico – Tratamento Eficaz

Introdução

Um dos problemas mais importantes e comuns (especialmente em uma idade jovem) que os homens enfrentam é a ejaculação precoce. A ejaculação precoce é definida como a ejaculação involuntária em menos de 60 segundos após a penetração em mais de 50% do número total de penetrações.

Os problemas causados ​​pela doença na vida sexual do paciente e os efeitos que ela tem no relacionamento normal do casal são evidentes. De fato, muitas vezes, além da frustração, a pessoa frequentemente evita a atividade sexual.

Quando aparece?

A ejaculação precoce pode ocorrer desde o início da vida sexual de um homem (primário). Ou seja, o homem experimenta o problema continuamente desde sua primeira experiência sexual. Nesta versão, a ejaculação ocorre muito rapidamente, às vezes antes da penetração vaginal.

No entanto, pode aparecer em algum momento sem um histórico anterior (adquirido). Nesse caso, aparece gradualmente ou de repente. Antes disso, o homem geralmente ejaculava em tempo suficiente para desfrutar da relação sexual.

Causas

Embora no passado as causas fossem puramente psicogênicas, agora tanto o fator psicológico quanto o fator biológico são reconhecidos como causas, uma vez que é observada disfunção do receptor central da serotonina.

Quanto à ejaculação precoce primária, as causas são ansiedade, alguma hipersensibilidade ao prepúcio ou um distúrbio da serotonina em seus receptores no cérebro.

A ejaculação secundária causa disfunção erétil, hipotireoidismo, prostatite crônica, condições neurológicas e efeitos colaterais dos medicamentos.

Tratamento

Para tratar a doença, é da maior importância obter um histórico completo do paciente, que por sua vez deve ser detalhado nas informações que ele fornecerá ao médico assistente. Em particular, o médico deve saber:

  • Se o paciente é diabético ou tem doença renal ou sofre de angina
  • Quaisquer neuropatias ou lesões e lesões na coluna vertebral e nos órgãos genitais
  • Se o paciente tiver sofrido inflamação do trato urinário ou da próstata
  • Qualquer doença endocrinológica (por exemplo, hipertireoidismo) ou psiquiátrica do paciente
  • Quaisquer operações realizadas pelo paciente
  • Medicamentos (por exemplo, psicotrópicos) que o paciente pode estar tomando

Obter uma história sexual também é de suma importância, pois o médico deve ter uma imagem “objetiva” do tempo de ejaculação. Ele também deve estar ciente de que a ejaculação precoce é acompanhada por outras disfunções, como disfunção erétil.

A colaboração adequada entre médico e paciente durante a relação sexual ajudará o médico a determinar se o problema da ejaculação precoce está relacionado a:

  • Experiência sexual prematura ou traumática
  • Experiência traumática de punição por masturbação
  • Violência ou abuso sexual
  • Aumento do estresse relacionado ao desempenho sexual etc.

Na próxima etapa, o médico deve investigar o comportamento social do paciente (qualquer isolamento social, baixa auto-estima, problemas no trabalho, qualquer apoio que ele recebe do parceiro para lidar com o problema, etc.) e depois proceder:

  • Em testes de laboratório (análise geral de sangue e urina, cultura de urina e espermatozoides, testes hormonais, PSA)
  • Em um exame clínico dos órgãos genitais
  • Urinálise por ultrassom

Muitas pessoas utilizam de estimulantes sexuais. Algo que vem resolvendo muitos dos problemas sexuais, como cita o https://informacaoblogger.com/zyndrox-funciona/. Mas lembre-se, não deixe de consultar seu médico.